Alpha FM discute relevância do rádio no Trends Brasil Conference

Da esquerda para direita, Felipe Tellis, Eduardo Leite, João Severo e Eduardo Bonadio

por Maria Eloisa Barbosa

A 8ª edição do Trends Brasil Conference – evento com palestras e workshops sobre o mercado da música no Brasil – está acontecendo em São Paulo. Na última quarta-feira (12), a Alpha FM esteve presente em duas ocasiões da conferência para discutir sobre a importância do rádio atualmente.

Às 14h30, ocorreu o debate “Como ser notado: Playlists e Rádio”, mediado por Luciano Gomes, da agência Feeling Marketing Musical. Guilherme Silva, da Tidal Brasil, Luciana Almeida, da Sony Music, e a diretora artística da Alpha, Alessandra Costa, conversaram sobre a relação entre o rádio e playlists em plataformas de streaming e a importância dessa ligação para os artistas.

Nas palavras de Alessandra, o rádio “não está morto”, como muitas pessoas afirmam. Pelo contrário, pesquisas mostram cada vez mais a força de tal meio de comunicação, sobretudo pelo caráter de “companhia”, “modernização” e “emoção”.

“Como tem essa questão só do áudio, você não precisa parar para olhar, embora muitas emissoras estejam adotando a transmissão em vídeo. Mas o rádio ainda tem essa característica de te acompanhar, sem precisar interromper o que você está fazendo”, pontuou.

Além de tal diferencial, Costa comentou sobre a importância das chamadas “músicas de catálogo” para a Alpha, sempre queridas pelo público, e sobre o rádio ir além da programação do ar. As emissoras fazem uma série de colaborações com os artistas, que envolvem promoções e entrevistas – o que agrega ainda mais em suas carreiras.

“Tocar a música é algo muito importante, muito relevante, mas além de tocar a música, ainda tem todo esse trabalho feito em conjunto que soma, que potencializa o artista (…) O próximo passo é fortalecer esse conceito de multiplataforma. Agora o rádio está no seu celular, no carro, no seu notebook. O lado companheiro do rádio continua, o que muda é a maneira como você vai consumir o conteúdo que ele oferece para você.” 

Depois, às 17h, foi iniciada uma discussão sobre “O Futuro do Rádio”, comandada desta vez por Eduardo Bonadio, da Crowley – empresa que monitora cerca de 800 rádios do Brasil. Participaram João Severo, da companhia Uhuuu! Music Management (que cuida da carreira de artistas independentes como Bala Desejo e Juliana Linhares), Felipe Tellis e Eduardo Leite, respectivamente, assistente artístico e consultor da Alpha.

Durante o bate-papo, Leite referenciou a frase “o rádio ainda vai anunciar o fim da internet” e destacou o papel importante do meio de comunicação para os artistas e vice-versa. Como disse, uma coisa “precisa da outra”. O profissional explicou também o passo a passo da curadoria de músicas em uma emissora e a interferência da internet nesse processo:

“A curadoria que a gente faz fica atenta ao perfil do ouvinte e do público que você deseja atingir. E aí buscamos nas referências o que se destaca para trazer para o rádio. Essa referência já foi novela, já foi filme, já foi série e hoje essa referência está também no digital (…). O digital é um aliado, uma nova forma. O celular que está no meu bolso e no bolso de todo mundo é o radinho de pilha que tem o acesso a rádio o tempo inteiro. O digital multiplicou as possibilidades do rádio.” 

O consultor ressaltou que, ao colocar a música de novos artistas na programação, um público diferente, que não viria por “meios comuns”, passa a consumir a emissora. Felipe complementou o argumento, comentando sobre a identificação gerada ao ouvir um artista que você admira em uma rádio e a importância de dar destaque para cantores no início de suas trajetórias.

“O álbum do Bala Desejo saiu em dois atos, ‘Lado A’ e ‘Lado B’. Assim que saiu o ‘Lado A’, fizemos uma entrevista com eles na Alpha, remota, saindo ali de pandemia, ainda não conseguíamos receber todo mundo na rádio presencialmente. Logo depois saiu o ‘Lado B’ e explodiu. (…) Sou um entusiasta dos artistas novos”, afirmou.

O Trends Brasil Conference segue até esta quinta-feira (13). A programação completa e outras informações estão disponíveis no site.

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados