Backstreet Boys: Quando a espera vale a pena

Por Vanessa Rabello

 

Foram 1.048 dias… 1.048 dias de uma espera que valeu a pena.

O show, que aconteceria no dia 15 de março de 2020 foi cancelado na véspera da sua realização, devido à pandemia do coronavírus e fãs, assim como eu, ficaram na expectativa. Quase 550 dias depois, no dia 20 de outubro de 2021 um alento… a nova data foi anunciada e o show aconteceria no dia 27 de janeiro de 2023.

Parecia estar tão longe, tão distante mas, finalmente a data chegou… em um show com o Allianz Parque praticamente lotado, Nick Carter, Kevin Richardson, Howie Dorough, AJ McLean e Brian Littrell fizeram o chão tremer e os fãs enloquecerem ao longo das quase duas horas de espetáculo em uma sexta-feira que jamais sairá da minha memória. Como vi em uma camiseta em uma menina “Esperando desde 2020” e foi bem isso mesmo, quase 3 anos de espera fez com que o público criasse ainda mais uma expectativa para que o show entregasse o que realmente entregou!

A abertura foi com um som do álbum Black and Blue, de 1997, “Everyone”. Um repertório repleto de sucessos, do início ao fim, que variou desde o primeiro grande hit da banda, “Everybody”, com as canções novas, que trazem uma lista de músicas mais maduras, como “No Place” e “Don’t go Breaking My Heart”. Os meninos agradeceram, por diversas vezes, por todos não termos desistido e aguardado o momento que aconteceria o show, disseram amar todos os fãs brasileiros e que era gratificante estar com a gente por lá, vivendo essa noite tão incrível. Um show cheio de luzes, cores, coreografias e de um momento de resgate de memórias que ficaram lá na adolescência… porque é isso que a música nos traz, a possibilidade de voltar no tempo e reviver sensações antes vividas. Relembrar pessoas, momentos, sensações…

Para mim foi como revisitar o meu passado, curtir as músicas que fizeram parte do meu dia a dia quando a minha realidade era tão diferente da atual e que, até hoje, me fazem sorrir e cantar… Um dos momentos mais especiais foi ao ouvir “I Want it that way”. Quando menina era uma das minhas favoritas e hoje  posso ouvir e dançar dentro do estúdio, dividindo esse momento com os ouvintes, que sabem que a locutora que está lá falando com eles, está realmente curtindo o som. Mesmo após 30 anos de carreira, os Backstreet Boys continuam com força total. Encantando com suas músicas atemporais e mantendo um público fiel, independentemente do tempo e da idade. Foi um dos melhores shows que pude vivenciar e tenho a certeza que, se Nick, Kevin, Brian, AJ e Howie voltarem, eu estarei lá.

Foram 1.048 dias de espera… que superou todas as minhas expectativas… e eu aguardaria mais outros 1.048 dias só para poder viver essa emoção novamente.

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados