Brasileira Janaína Torres conquista o título de Melhor Chef Mulher do Mundo

A chef brasileira Janaína Torres Rueda, conhecida por seus restaurantes “A Casa do Porco” e “Bar da Dona Onça” em São Paulo, foi eleita a Melhor Chef Mulher do Mundo de 2024 pelo The World’s 50 Best Restaurants, um dos mais prestigiados prêmios da gastronomia global.

A conquista de Janaína marca a segunda vez que uma brasileira recebe o título, após Helena Rizzo em 2014. Aliás, a chef paulistana vem se destacando no cenário gastronômico por sua cozinha criativa, saborosa e com foco na sustentabilidade. Além disso, seu compromisso com causas sociais e a valorização da gastronomia brasileira a diferenciam perante o mercado. 

De acordo com William Drew, diretor de conteúdo do The World’s 50 Best Restaurants, a escolha de Janaína reconhece seu “impacto no mundo da culinária”. A conquista valida, além disso, sua contribuição para o reconhecimento do Brasil como uma força gastronômica global e seu compromisso com a comunidade.

A chef também destaca-se por seu ativismo social. Assim sendo, entre 2015 e 2019, atuou como voluntária no projeto “Cozinheiros pela Educação”, promovendo a transformação da merenda escolar em São Paulo. Desde 2021, preside o Instituto Brasil a Gosto, que valoriza ingredientes nacionais e promove a acessibilidade alimentar.

A Casa do Porco, onde Janaína é chef e coproprietária, figura na lista dos 50 melhores restaurantes do mundo e está cotada para se manter na lista em 2024.

Inspirando gerações

Janaína espera que o prêmio inspire a próxima geração de chefs mulheres e contribua para a construção de um legado para a gastronomia brasileira.

“Estou muito feliz por ter sido eleita The World’s Best Female Chef 2024 e por fazer parte da incrível lista daquelas que foram premiadas antes de mim. O meu desejo é inspirar a próxima geração de chefs mulheres e continuar construindo um legado para a gastronomia brasileira ao lado da minha comunidade. Para mim, este prêmio representa uma plataforma importante para dar visibilidade à educação para a alimentação e por meio dela, o que considero essencial para um futuro mais justo no meu país e em todo o mundo”, afirmou Janaína. 

Leia também: Ryan Gosling e Emily Blunt estrelam “O Dublê”

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados