Governo de SP bloqueia acesso a redes sociais e streamings nas escolas estaduais

O Governo do Estado de São Paulo anunciou nesta segunda-feira (5) uma medida que pode não ser muito popular com os alunos das escolas estaduais. O acesso a redes sociais e aplicativos de streaming está bloqueado. Algumas das plataformas atingidas são Facebook, Instagram, TikTok e Netflix.

Segundo a Secretaria Estadual da Educação, em março do ano passado já havia sido instituída a proibição para os alunos. No entanto, a mudança agora passa a afetar a parte administrativa das escolas.

Aliás, confira a lista completa de aplicativos bloqueados:

  • Tik Tok
  • Kwai
  • Facebook
  • Instagram
  • X (Twitter)
  • Globoplay
  • Netflix
  • Amazon Prime Video
  • HBO Max
  • Disney+
  • Roblox
  • Steam

Em síntese, o comunicado oficial afirma o seguinte “A Secretaria da Educação, por meio do Departamento de Tecnologias de Sistemas (DETEC), informa sobre o bloqueio de aplicativos e plataformas, como: TikTok, Kwai, Meta, Instagram, GloboPlay, Roblox, Netflix, Prime Video, X (Twitter), Twitch, HBO.Max, Disney+ e Steam, que ocorrerá nas redes Wi-Fi e Cabeadas nos ambientes administrativos e pedagógicos das unidades a partir de 05 de fevereiro de 2024”.

Ademais, a pasta reforça ainda que “Tal medida visa aprimorar a usabilidade e garantir o eficaz monitoramento de nossa infraestrutura de internet”. Entretanto, em 2023, a secretaria apresentou outra justificativa. Naquele momento, a pasta tinha o objetivo de garantir um ambiente “mais adequado ao aprendizado”. Os telefones celulares são permitidos nas escolas desde 2017.

Recentemente, o estado do Rio de Janeiro tomou medidas parecidas. Na última sexta-feira (2), o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, ampliou a proibição do uso de celulares e dispositivos tecnológicos nas escolas da rede de ensino municipal. Além disso, segundo a publicação, além da sala de aula, também está proibido o uso durante os intervalos de aula, incluindo o recreio.

Leia também: SP tem maior número de bloqueios de celulares por app do governo federal

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados