Como surgiu a parceria entre Slash e Ryan Gosling?

O Oscar 2024 foi repleto de momentos memoráveis, cenas inusitadas e muitos episódios emocionantes. Em contraste com os vencedores da noite épica do cinema, algumas situações tiveram uma relevância até maior que os premiados, desde o cachorro Messi batendo palma, passando por John Cena pelado no palco, até o famoso tombo no tapete vermelho.

Mas dentre tudo que rolou, Ryan Gosling acabou sendo um dos principais personagens do evento. O ator canadense fez uma apresentação que, sem dúvida, ficará para sempre marcada na história do Oscar. Interpretando Ken, seu personagem icônico do filme “Barbie”, Ryan cantou para todos o seu sucesso “I’m Just Ken”.

Atuando de maneira extravagante e cômica, Gosling acertou em cheio em sua apresentação, o que rendeu diversas risadas e elogios ao astro. Por outro lado, outro fato de sua performance chamou muita atenção: um maiores guitarristas da história, Slash, do Guns N Roses, participou do momento fazendo riffs da música tema de Ken, indicada na categoria de Melhor Canção Original.

A parceria de Ryan e Slash

Com Andrew Wyatt encabeçando a composição de “I´m Just Ken”, junto da participação de Mark Ronson, dono do sucesso “Uptown Funk”, cantado por Bruno Mars, a música rendeu mais de 100 milhões de streams no Spotify. E foi com Mark que a participação de Slash na faixa ganhou vida. Em uma entrevista para Variety, o produtor contou um pouco sobre a parceria com o renomado guitarrista.

“Slash é meu herói. Eu estava na sétima série quando o álbum ‘Appetite For Destruction’ foi lançado. Ele é meu herói de todos os tempos. Eu tinha pôsteres do Slash na parede. Então, quando estávamos finalizando a música, pensei: ‘não custa perguntar’. Eu mandei para ele e ele falou que era uma boa canção e que iria tocar. Eu não era muito próximo dele antes e ele foi muito legal. Mandou muito bem. Ele toca o solo no final e as partes rítmicas.”

Slash era o músico ideal para colaborar com Gosling e Ronson em “I’m Just Ken”, já que a personalidade do guitarrista combina com o personagem de Ryan e os temas de sua jornada e música. Por ser um músico incrivelmente único, fez sentido para ele estar envolvido em uma faixa sobre aceitar a si mesmo como indivíduo, independentemente do que os outros pensam. 

Por fim, o hit de Ken, além de contar com o membro do Guns, teve a parceria com o filho de Eddie Van Halen, Wolfgang Van Halen, também na guitarra, e Josh Freese, baterista do Foo Fighters, ambos chamados por Mark Ronson.

Leia também: Ryan Gosling quase fez parte dos Backstreet Boys

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados