2023 será o ano mais quente da história, de acordo com UE

Cientistas da União Europeia afirmaram, nesta quarta-feira (6), que 2023 será o ano mais quente já registrado. A temperatura média global nos primeiros 11 meses atingiu o nível mais alto. Foi 1,46º C acima da média de 1850-1900.

A temperatura no período de janeiro a novembro foi 0,13 graus mais alta do que a média do mesmo período de 2016, atualmente o ano mais quente já notificado, informou o Serviço de Mudanças Climáticas Copernicus (C3S)

Novembro de 2023 foi o mês mais quente registrado globalmente, com temperatura média do ar na superfícia de 14,22ºC. Este número é 0,85 graus acima da média de 1991-2020 e 0,32 graus acima do novembro mais quente anterior, em 2020.

Este ano “já houve seis meses e duas estações que quebraram recordes. As extraordinárias temperaturas globais de novembro, incluindo dois dias mais quentes do que 2 graus acima da era pré-industrial, significam que 2023 será o ano mais quente da história”, disse a vice-diretora do C3S Samantha Burgess em comunicado.

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados