Ney Matogrosso canta Djavan em disco tributo a Cacaso

Em homenagem aos 80 anos do letrista e poeta Cacaso, Ney Matogrosso interpreta “Lambada de serpente” (1980) de Djavan. Apesar de pertencer ao mesmo gênero musical do cantor alagoano, Ney Matogrosso nunca havia cantado uma música do artista. Contudo, para o disco tributo produzido por Renato Vieira, Matogrosso emprestará sua voz à letra escrita por Djavan em parceria com Cacaso. 

Ney Matogrosso e Djavan são figuras marcantes da música brasileira, cada um com seu estilo único. Ney, conhecido por certa expressividade cênica, é um dos grandes intérpretes do MPB, enquanto Djavan destaca-se por sua habilidade como compositor e sua fusão de ritmos.

O tributo, intitulado “Cacaso 80 anos”, procura homenagear o 80º aniversário do poeta mineiro conhecido como Cacaso. Além de Ney Matogrosso, diversos outros artistas participaram da gravação das faixas.

Falando das apresentações de Djavan e Ney Matogrosso, ambos têm apresentações marcadas para o primeiro semestre de 2024. O primeiro vai se apresentar no Espaço Unimed, em 11 de maio, para divulgar seu último disco “D”. No entanto, Djavan também promete trazer clássicos como “Eu Te Devoro”, “Sina” e “Samurai”.

Já o ex-integrante da banda Secos e Molhados vem a São Paulo em 9 de março, para um show no Tokio Marine Hall. A turnê “Bloco de Rua” faz um passeio pela música brasileira, trazendo canções icônicas de Raul Seixas, Chico Buarque e Frejat. Além disso, Ney não poderia deixar de cantar “Poema” e “Sangue Latino”.

Cacaso

Cacaso foi um renomado poeta brasileiro, nascido em 1944 e falecido em 1987. Um dos fundadores do movimento poético conhecido como “poesia marginal”, o poeta mineiro deixou um legado de letras que inspiraram gerações de artistas. Sua poesia era marcada pela irreverência, experimentalismo e crítica social, abordando temas como política e cultura popular. Seu trabalho como letrista contribuiu para enriquecer o repertório da música popular brasileira, trazendo uma sensibilidade poética singular para as composições de diversos artistas.

Leia também: Fábio Jr. e os clássicos românticos

spot_img

Novos conteúdos

spot_img

RELACIONADOS

Relacionados