Quais foram os melhores shows do Lollapalooza Brasil 2024?

Edição do festival aconteceu entre sexta-feira (22) e domingo (24) e arrastou multidões para o Autódromo de Interlagos mesmo com a chuva

A 11ª edição do Lollapalooza Brasil chegou ao fim neste domingo (24). Contando com três dias recheados de grandes nomes nacionais e internacionais, o festival presenteou o público com shows memoráveis e serão lembrados na história do evento musical.

Teve performance para todas as idades: desde o jovem Ross Lynch, de 28 anos, até Gilberto Gil, no auge de seus 81. Tinha, também, música para todos os gostos: funk, pop, rock e MPB. Artistas nacionais e internacionais compartilhavam o mesmo palco, como foi o caso de Titãs e Limp Bizkit, por exemplo.

Assim, veja quais foram os melhores shows do Lollapalooza Brasil 2024:

Blink-182

Blink-182 fez valer a pena a longa espera de 30 anos que os fãs aguardaram para ver a banda ao vivo e em cores. Com cerca de 1h30 de show, o trio proporcionou uma volta ao tempo com hits lançados há anos, como “What’s My Age Again?” e “All The Small Things”. 

Contudo, eles também surpreenderam ao apresentar músicas que não compõem a setlist tradicional de seus espetáculos, como aconteceu com a icônica “Always”. Blink-182 acalmou os ânimos dos fãs que já batiam cabeças com a obra “I Miss You”. Por fim, as mais emoções vieram à tona não só para o público, mas também para Tom DeLonge, que se mostrou comovido ao se despedir do Lollapalooza – declarando, aliás, o retorno ao país.

Fã-clubes internacionais de Blink declararam que a performance do trio em solo brasileiro foi uma das melhores já feitas na carreira deles.

Titãs 

A turnê “Titãs Encontro” terminou de forma grandiosa. O Lollapalooza é conhecido por trazer atrações internacionais de peso, no entanto, quem encerrou o sábado foi um dos maiores expoentes do rock brasileiro. Foram quase 50 shows percorrendo o país, trazendo os maiores hits do grupo, e o último foi no festival.

Branco Mello, por exemplo, se emocionou ao falar com a plateia sobre sua recuperação. O músico foi diagnosticado com câncer de laringe em 2018, e desde então realizou diversos procedimentos. Ainda assim, ele afirmou estar “curado e vivo” e se divertindo com seus amigos. Um momento memorável!

Thirty Seconds To Mars 

Jared Leto animou a noite de sábado com o show da banda Thirty Seconds To Mars. Com efeitos especiais e shows de luzes, a apresentação do grupo americano foi energética. Usando uma camisa do Brasil, o vocalista desceu do palco e interagiu com a plateia.

Sam Smith

Sam Smith trouxe todas as fases de sua carreira para o palco do Lollapalooza Brasil. Logo de cara, o artista, que não vinha ao país desde 2019, emendou os hits “Stay With Me” e “I’m Not The Only One”, com o público cantando cada palavra das letras. Ainda, demonstrou emoção e carinho pelos brasileiros, destacando sempre que os amava e o que intuito daquela noite era que se divertissem e fossem livres. Em determinado momento, até usou a camiseta da seleção.

Para completar, veio acompanhado de um potente coral de apoio e dançarinos, que tornaram a experiência ainda mais interessante, somada a muitas trocas de figurino, beijinhos para os fãs e, sobretudo, uma potência vocal extraordinária e cativante.

SZA 

SZA era uma das atrações mais aguardadas da edição. Headliner, a artista não deixou a desejar em nenhum momento do show. Com super produção, telões de led e uma estrutura impecável, a cantora encerrou as atividades do Palco Budweiser no festival em grande estilo. Para a alegria dos fãs, como uma homenagem ao Brasil, subiu ao palco vestindo cores da bandeira do país. Hits como “Kill Bill”, “Saturn” e “Kiss Me More” integraram o setlist e causaram euforia. Aliás, a todo momento, era possível ouvir gritos de “SZA eu te amo!”

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados