Sony Music processa produtores da cinebiografia de Whitney Houston

Após 1 ano de lançamento, a Sony Music Entertainment está processando os produtores da cinebiografia da cantora Whitney Houston. Segundo a ação, as empresas não efetuaram o pagamento pelo uso do catálogo musical de Whitney no longa. 

De acordo com informações da Rolling Stone, a gravadora e as produtoras de “Whitney Houston: I Wanna Dance With Somebody” firmaram um acordo de licenciamento pelo uso das músicas da artista no filme. A data de pagamento estava prevista para julho de 2023, porém nunca chegaram. 

“Como resultado das falhas da Anthem, o uso das Gravações SME no filme pelos Réus não foi autorizado.” (…)“Apesar de notificados de sua conduta infratora, os Réus continuaram a distribuir as Gravações SME em conexão com o filme”, afirma a Sony Music Entertainment

Dessa forma, as empresas Anthem e Nybo praticaram a violação direta de direitos autorais. Já a produtora Black Label Media foi acusada de violação indireta de direitos autorais. Todas estavam envolvidas na negociação selada em 5 de dezembro de 2022 e com data de pagamento para julho de 2023.

Segundo o processo movido pela gravadora, “a conduta enriqueceu os Réus às custas dos Requerentes e do espólio de Whitney Houston”. 

Whitney Houston: I Wanna Dance With Somebody

O filme estrelado por Naomi Ackie acompanha a vida da cantora vencedora de grammys desde a sua origem humilde até a ascensão no mundo do pop. Porém, a narrativa não se resume apenas a vida dos holofotes. Episódios pessoais da vida de Whitney como a maternidade, o casamento conturbado com Bobby Brown e seu problema com drogas ilícitas também estão presentes.

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados