Relembre o show de Earth, Wind & Fire no Rio que virou álbum

Ao longo de toda a trajetória, a banda americana Earth, Wind & Fire gravou 19 álbuns de estúdio e quatro ao vivo. Um deles foi na cidade do Rio de Janeiro (Live In Rio). Era 1980, e o EWF estava rodando o mundo com a turnê “I Am World Tour”, iniciada um ano antes.

Naquele giro, Maurice White e companhia fizeram shows em São Paulo e no Rio de Janeiro. Uma das apresentações no Rio, no ginásio do Maracanãzinho (a que não virou discografia), teve a participação de Gilberto Gil, que cantou a música “Realce”.

Em 1983, White falou das semelhanças com o Brasil. “Temos as mesmas raízes, que vêm da África. Para mim, o samba é ‘funky’”, declarou o líder do grupo em entrevista ao jornal “O’Globo”. O som do Earth, Wind & Fire é, antes de tudo, uma mescla cultural. Na lista de ritmos, estão pop, jazz e R&B. Os dois últimos têm matriz africana e afro-americana.

Na época da gravação em solo carioca, faziam parte da banda: Maurice White, Verdine White, Fred White, Al McKay, Philip Bailey, Ralph Johnson, Larry Dunn, Johnny Graham, Michael Harris, Judith Jones, Don Myrick, Louis Satterfield, Carla Vaughn, Rahmlee Michael Davis, Sylvia Cox e Andrew Woolfolk. Apesar de ter sido gravado nos anos 80, “Live In Rio” foi lançado apenas em novembro de 2002.

Na contracapa, Maurice White deixou um recado sarcástico e carinhoso. “Há muitas montanhas para escalar enquanto realizamos sonhos. Nosso objetivo tem sido ser a pior banda da terra, então, tocamos ao redor do mundo com esse pensamento em mente. Um dos destaques de nossas viagens foi o Rio de Janeiro, Brasil. Nós nos conectamos instantaneamente com a cultura e sua música. Nos sentimos bem com esse trabalho, então, compartilhamos com vocês”.

Faixas de Live In Rio (2002)

Em ordem: Dialog, Rock That!, In The Stone, Serpentine Fire, Fantasy, Can’t Let Go, Get Away, Brazilian Rhyme*, Magic Mind, Runnin’, After The Love Has Gone, Rio After Dark, Got To Get You Into My Life, Boogie Wonderland e September.

*Brazilian Rhyme, também conhecida como Beijo, é uma faixa instrumental composta pelo jazzista brasileiro Toninho Horta

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados