Bon Jovi: 1º capítulo de série documental mostra cantor como encarnação do ‘sonho americano’ e preocupado com a voz

Série documental “Thank You, Goodnight: A História de Bon Jovi” estreia no próximo dia 26 no Star+; Alpha FM assistiu ao 1º capítulo em lançamento oficial no Brasil

Um cantor que acreditou em si, venceu a desconfiança alheia rumo ao estrelato e que ainda quer uma última celebração, apesar das cobranças da idade. Esta é a síntese do primeiro capítulo de “Thank You, Goodnight: A História de Bon Jovi”.

A Alpha FM participou na última quinta-feira (18) da sessão especial de lançamento no Brasil da série documental em quatro partes. A nova produção estará disponível no Star+ a partir da próxima sexta (26). O artista de 62 anos atua também como narrador da trama.

O primeiro capítulo, único que tivemos acesso, pretende transmitir uma mensagem positiva com certos contornos motivacionais. O Bon Jovi de hoje, gravado para a série, e o de outrora, em vídeos recuperados, investem na ideia de que todos os sonhos são possíveis, basta você acreditar neles e se esforçar.

Mas não se trata de uma ideia jogada ao vento – o ethos de prosperidade do “sonho americano” –, e a prova disso é a trajetória do próprio cantor. Afinal, John Francis Bongiovi Jr. não era de família rica e morava no subúrbio de Nova Jersey nos anos 1960 e 1970.

Ele pegou gosto pela música através do rádio e de um vizinho e aprendeu cedo a tocar violão e guitarra. Tinha bandas do calibre de Led Zeppelin e Rolling Stones como modelo, mas percebeu que as maiores referências tocavam ao lado. No Asbury Park, conheceu, por exemplo, Bruce Springsteen e John Lyon, mais conhecido como Southside Johnny.

O começo da série, portanto, posterga os conflitos internos da banda para os episódios seguintes, focando na formação, arco de influências, além do princípio do sucesso. Em termos cronológicos, faz sentido. Aos fãs, um prato cheio repleto de fotos e gravações antigas.

Conexão passado e presente

Ao mesmo tempo, o presente está posto. Jon Bon Jovi demonstra ter pelo menos mais um sonho, quer botar na estrada uma turnê para festejar os 40 anos da banda. Um dos principais entusiastas é o tecladista David Bryan, seu parceiro musical mais antigo.

A série mostra alguns momentos dos ensaios ao longo de 2022 no desativado ginásio do complexo esportivo Meadowlands, em Nova Jersey. Naquele ano, o grupo fez um giro pela América do Norte. O artista divide as preocupações com a própria voz, alvo de questionamentos públicos, que passou a incomodar a partir de 2013.

Ele faz aquecimentos e desaquecimentos vocais, recebe o apoio de três diferentes instrutores e até fica em frente a uma máquina, dentro do próprio apartamento, para melhorar a circulação sanguínea na região da garganta.

Há pouco mais de dois meses, na vida real, Jon Bon Jovi revelou que fez uma cirurgia de reconstrução das cordais vocais justamente no ano de 2022. O artista diz que segue em recuperação, porém, admite que não sabe se terá condições de fazer uma nova turnê. Ao menos, um álbum comemorativo está confirmado.

Veja também! Bon Jovi anuncia álbum em comemoração aos 40 anos de carreira

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados